Friday, May 18, 2007

Arriscar é: conhecer para crer

Algumas pessoas acreditam porque sentem.
Acreditar em Deus e no que existe entre nós e os outros
não pode depender unicamente dos afectos ou sentimentos.
Às vezes uma simples dor de barriga
pode alterar os nossos sentimentos
E lá se vão as nossas crenças.
E até Deus deixa de existir…
Os sentimentos são muito oscilantes e falaciosos.
Por isso eles podem ser causa de uma enorme instabilidade
para os que tudo apoiam neles.
Para além de não aguentarmos,
levamos a que os outros não nos aguentem.
A constante incerteza das nossas reacções
e a oscilação dos nossos humores gera um cansaço
e fuga dos outros em relação a nós.
As grandes certezas da nossa vida
começam-se a definir por uma adesão emocional,
mas devem ser reforçadas e bem alicerçadas no conhecimento.
Falemos e acreditemos não só do que sentimos mas do que conhecemos
.

Arriscar é: nutrir-se

Hoje fala-se em toxicidade dos alimentos e das pessoas com quem nos relacionamos.  Na verdade, é que é fraca a qualidade da alimentação mas...