Thursday, July 05, 2007

Arriscar é: aprender I

- Com o tempo aprendes que tudo pode acontecer.

- Aprendes que deves fomentar uma rede de suporte e não aprisionar a pessoa a ti como um coitadinho de estimação.

- Para ajudar não precisas dizer muita coisa mas a tua presença ou a tua disponibilidade oferecida já acrescenta muita segurança

- Que na doença grave e na morte perdemos muito da nossa identidade e por isso a nossa segurança vacila e as nossas atitudes revelam-se inesperadas

- Que não é em cima dos acontecimentos que estes se preparam ou se tem bagagem para os enfrentar… A esperança semeia-se.

- Que há várias formas de entrar e sair de uma situação, umas mais positivas ou negativas, a opção é tua.

- Que em cima dos acontecimentos ou factos não se vê bem. Há que dar tempo. O tempo que muitas vezes ajuda a ver melhor porque cria distância.

- Que depois de cuidar há que cuidar-se.

Arriscar é: nutrir-se

Hoje fala-se em toxicidade dos alimentos e das pessoas com quem nos relacionamos.  Na verdade, é que é fraca a qualidade da alimentação mas...