Tuesday, July 12, 2011

Arriscar é: entre a memória e a utopia

Eis dois aspectos muito importantes na construção do futuro:
memória e utopia.

A regra da sensatez deveria fazer-nos integrar os dois aspectos em todos os processos de crescimento
e definição de caminhos a seguir.

Somos nós capazes de encher a nossa novidade e modernidade
com a bagagem da memória?

Sem nada não dá para construir algo.
Essa base para construção do novo passa pela avaliação e valorização do que antes já foi
consistente e sólido. Muitos desses elementos até já são dados que constituiem a identidade e a verdade do nosso ser.

Então porquê apenas querer romper e cortar com o passado
se ele é o que nós somos efectivamente?

Arriscar é: fragilidade

Deus permite a nossa fragilidade para entendermos as fragilidades como um caminho para a humildade. Em Jesus a grandeza e humildade caminh...