Wednesday, November 28, 2012

Arriscar é: não ao isolamento

Isolar-me é uma tentação muito forte.
Quando temos experiências relacionais difíceis e frustradas
a primeira vontade é essa. 
Lidar com as pessoas na família, no trabalho, ou em qualquer outro
grupo é estar sujeito ao confronto e conflito.
Não falamos a mesma linguagem. Temos lógicas de vida diferentes.
Interesses dispares...formas de afirmação opostas...
Contudo, a relação é mais necessária e importante do que
as dificuldades que daí surjam.
A reforma pode gerar também este desejo de isolamento. 
É preciso contrariar isto pois a nossa vida entende-se em relação.
É aí que o eu se acha, na relação com o tu.
Além do mais se estamos à espera de encontrar famílias,
colegas de trabalho ou grupo, vizinhos perfeitos, o mais certo é não nos darmos com
ninguém.

Arriscar é: fragilidade

Deus permite a nossa fragilidade para entendermos as fragilidades como um caminho para a humildade. Em Jesus a grandeza e humildade caminh...